Una:Dono de pousada em Comandatuba é morto e polícia suspeita de funcionário da vítima

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
0 55

O dono de uma pousada em Comandatuba, distrito de Una, no sul da Bahia, foi morto a tiros no último domingo (3), próximo ao estabelecimento dele. Segundo informações da Polícia Civil, o principal suspeito do crime é um funcionário da vítima, entretanto ainda não há informações sobre a motivação.

Segundo funcionários, a esposa da vítima chegou na pousada por volta das 18h de domingo e relatou que, quando estava chegando de carro no estabelecimento, com o empresário, pararam em uma cancela que dá acesso ao imóvel e foram abordados pelo homem que atirou em Crispim Gomes, de 65 anos.

Após o crime, o suspeito entrou no carro e fugiu levando a esposa da vítima, que foi liberada mais tarde, em uma estrada. Ainda de acordo com os relatos, a mulher chegou na pousada procurando pelo marido, pois acreditava que ele havia conseguido fugir. O corpo de Crispim foi encontrado por volta das 23h, próximo ao local do crime.

Camila Trindade, que é funcionária de Crispim, lamentou o ocorrido. “A gente está muito triste mesmo. [Ele] praticamente foi pai nosso. Criou a gente desde pequenininho”, disse.

Crispiniano Gomes de Brito, irmão do empresário, lembra de Crispim com carinho. “Ele era do bem, era um homem empreendedor. Eu chamava ele de Trabalho”, afirmou, antes de pedir por justiça. “Faço votos de que isso seja elucidado”, concluiu.

De acordo com o delegado Tiago Almeida, Crispim Gomes foi atingido por um único tiro, na região da axila direita. Além da esposa da vítima, outros funcionários também prestaram depoimento à polícia nesta segunda. O delegado destacou que a polícia tembém trabalha com outras linhas de investigação. O suspeito do crime está sendo procurado.

G1-Bahia

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Post a Comment

Your email is never published nor shared.

Name *
Email *
Website
Comment *