Pawlo Cidade será efetivado como secretário municipal de Cultura

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
0 19

 O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, designou o escritor e dramaturgo  Pawlo Cidade, funcionário público municipal, para o comando da pasta de Cultura do município. Na conversa entre ambos sobre a condução das políticas culturais, Pawlo Cidade apresentou um planejamento estratégico para as ações a serem desenvolvidas nos próximos anos e ouviu sugestões e orientações do prefeito sobre os trabalhos da secretaria.

Pawlo Cidade é pedagogo e especialista em gestão cultural. Como escritor é autor de 15 obras publicadas, como O Santo de Mármore, A Casa de Santinha, O Tesouro Perdido das Terras do Sem Fim, entre outros. Sua produção literária o conduziu à Academia de Letras de Ilhéus, na qual ocupa a cadeira 13 cujo patrono e ex ocupante é ninguém menos do que o seu fundador, Jorge Amado. A mesma cadeira foi ocupada pela escritora  Zélia Gattai, esposa de Jorge. Outras publicações de sua autoria abordam, exclusivamente, o tema “Cultura”.  A cartilha “Como Transformar a Cultura Em Um Bom Negócio” apresenta um roteiro com 17 questões que orientam sobre gestão, produção e fazer cultural, para auxiliar o setor a transformar ideias em renda, através da organização e profissionalização dos agentes culturais.

Cidade tem como uma das metas atualizar e finalizar o inventário do patrimônio material e imaterial da Cultura de Ilhéus. “Para planejar é preciso conhecer”, reflete, ao discorrer sobre a necessidade desse cadastramento como base para um trabalho eficiente que contemple amplamente os segmentos culturais locais. A partir daí, pretende trabalhar com várias linhas de ações que envolvem desde inclusão cultural, preservação da memória, passando por empreendedorismo e fomento. “O papel do órgão que conduz as políticas culturais deve ser o de fomentador, deixando a produção por conta da classe artística”, explica.

O gestor aponta as parcerias, a transversalidade com outros órgãos governamentais em diversas instâncias, os fundos de cultura e a captação de recursos públicos federais, estaduais, além dos privados, para o financiamento do programa que está implementando.  Dentre os objetivos, pretende que a produção cultural associada ao turismo, coloque Ilhéus em destaque como “cidade criativa”, ampliando as possibilidades de geração de emprego e renda. “Então, a inovação, as tecnologias, assim como a tolerância, tornam-se indispensáveis e atualizam as perspectivas da sociedade através do setor cultural”.

A indicação de Pawlo Cidade vem repercutindo positivamente no meio cultural e a sua nomeação deve acontecer tão logo a reforma administrativa esteja regulamentada, nos próximos dias. O presidente da Academia de Letras de Ilhéus, André Rosa, e a mestra da cultura popular, Janete Lainha, que assumirá no próximo dia 25 a presidência do Conselho Municipal de Cultura, manifestaram apoio a decisão do prefeito Mário Alexandre, que “atendeu a expectativa do segmento”, disseram.

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Post a Comment

Your email is never published nor shared.

Name *
Email *
Website
Comment *