Encontro discute melhorias na Central de Abastecimento do Malhado, em Ilhéus

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
1 35

Os secretários da Prefeitura de Ilhéus, Bento Lima, de Administração, e Paulo Sérgio dos Santos, de Indústria e Comércio, estiveram reunidos com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista dos Feirantes e Vendedores Ambulantes de Ilhéus (Sindifeira), Afonso Ramos da Rocha, para discutir sobre melhorias na manutenção da Central de Abastecimento do Malhado, principal feira livre da cidade.

 

Durante o encontro, ocorrido dia 13 último, o secretário de Indústria e Comércio lembrou que a atual gestão tem implementadoimportantes melhorias na área conhecida como Feira do Malhado, como requalificação de passeios para melhor circulação de pedestres e troca de lixeiras para evitar a concentração de resíduos sólidos, principalmente nos fins de semana.

 

A principal área da Central de Abastecimento do Malhado tem dispendido esforços da atual administração também quanto a limpeza da Avenida Ubaitaba e entorno. Diariamente, uma equipe de manutenção trabalha para evitar o acúmulo de lixo e entulho de construção, além de fazer o desentupimentode fossas e bueiros da região. O serviço inclui eliminação deburacos, de modo a reduzir os riscos de acidente com consumidores e motoristas que utilizam as vias do bairro.

 

Na oportunidade, o presidente do Sindifeira, Afonso Ramos, pontuou que as ações sociais e de melhor organização entre a classe varejista e ambulante irá valorizar a região. “Buscamos um trabalho de parceria com o atual governo, que proporcione benefícios para os comerciantes e para povo e que contribua consequentemente o governo”, completou.

 

O secretário Paulo Sérgio dos Santos afirma que para fortalecer o negócio, é preciso que o comerciante seja consciente, deixe e torne o ponto de venda agradável para o freguês, pois ninguém gosta de sujeira, ou ainda correr o risco de cair em um buraco quando realiza compras. “É chegada a hora de unir esforços para multiplicarmos resultados”, salientou.

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Post a Comment

Your email is never published nor shared.

Name *
Email *
Website
Comment *