Vereador preso perde mandado e suplente assume definitivo o legislativo Ilheense

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
0 59

Jamil Ocké (PP), preso desde o dia 21 de março deste ano, na Operação Citrus, perdeu o mandato de vereador nesta terça-feira, dia 08. O anúncio oficial ocorreu durante a sessão de hoje da Câmara de Vereadores, presidida atualmente por Lukas Paiva (PSD).

O motivo da perda do mandato de  Jamil, eleito com 2.230 votos em 2016, foi a sua ausência no plenário da Câmara, por mais de 120 dias. O suplente de Jamil, Luis Carlos Escuta (PP), assumirá agora a vaga como titular.

Jamil é acusado de integrar um grupo criminoso que praticava fraudes e superfaturamentos em procedimentos licitatórios da Secretaria de Desenvolvimento Social de Ilhéus (SDS), durante o período em que foi secretário da pasta. Além de Jamil, outro ex-secretário da SDS (Kácio Klay) e um empresário (Enoch Andrade) foram –e continuam– presos pela Operação Citrus.

 

 

Otabuleiro

 

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Post a Comment

Your email is never published nor shared.

Name *
Email *
Website
Comment *